"Lembre-se de que tudo o que estou oferecendo é a verdade, nada mais"

Eu Sou Eu, Eu Sou Livre!

Parte 1

Por Rui Fragassi

Baseado no livro "I am me, I am Free: The Robots' Guide to Freedom" de David Icke

A Manada Desnorteada

 

Afinal, quem é você? O que encontra-se atrás dos seus olhos? Quando você olha em um espelho, o que você enxerga? Você vê o verdadeiro você ou aquilo que você foi condicionado a crer que é você? Os dois são tão tão diferentes. Um é uma consciência infinita capaz de ser e criar tudo aquilo que escolhe, e o outro é uma ilusão aprisionada por suas limitações percebidas e programadas.

 

Que beleza é viver na terra da liberdade. Você é livre para ver as notícias e os jornalistas e correspondentes te dizerem, sem questionamento, a explicação oficial dos eventos – explicações projetadas para garantir que você veja o mundo da forma desejada e que reaja da forma desejada. Você está livre para fazer o que nós dizemos a você; livre para pensar da forma que dissermos a você; livre para viver da forma que dissermos para você. E você está inclusive livre para morrer como nós dissermos a você, nas guerras friamente criadas para destruir, controlar e manipular.

 

Deixamo-nos transformar em um rebanho. Uma vez que nós aceitamos a mentalidade de rebanho, nós podemos ser controlados e dirigidos por algumas poucas pessoas. E nós somos! Nós paramos de pensar por nós mesmos e entregamos as nossas mentes [poder]. Quando nossas respostas ao medo são ativadas, nós corremos para aceitar o que nos for imposto.

 

É razoavelmente fácil alguns controlarem toda a população do planeta, quando você controla a educação [na realidade, a doutrinação] e os meios de comunicação – as fontes de “informação” e as mensagens [mantras] que bombardeiam a mente consciente e subconsciente desde o berço até o túmulo.

 

Vá a uma rua lotada e observe as pessoas que passam. Você não está vendo o todo real e infinito delas. Você está olhando para a máscara que elas projetam para o mundo. É a máscara que elas acreditam ser aceitável para o resto dos prisioneiros, para evitarem ser ridicularizadas ou condenadas por pensarem e agirem de forma diferente às demandas da Zona Livre de Controvérsias/Embaraços.

 

Se você deseja ser livre, pare de viver uma mentira. Pare de negar você mesmo. Você é um aspecto único de tudo que existe, a soma total de todas as suas experiências únicas desde que você primeiramente tornou-se uma consciência, uma infinidade de tempo atrás. Esta é uma razão para ficar alegre. Não existe nenhum aspecto da consciência, em toda a criação, que é igual a você. Você é especial, assim como todo mundo é igualmente especial. Mas, ao invés de sermos alegres e orgulhosos de sermos especiais, nós acabamos deixando que esta situação única se transformasse em algo a se temer: “Oh meu Deus!”

 

É comum sucumbirmos ao mito sobre “homem e mulher ordinária na rua” ou “pessoa comum”, à idéia de que as massas são apenas “ordinária” e apenas algumas pessoas, que são “extra-ordinárias”, conseguem algo na vida. Este sistema de crença nos diz que nós somos “ordinários” e, portanto, devemos saber qual é o nosso lugar. Na verdade, não existe um homem, mulher, criança ou folha de grama “ordinária” em toda a criação, mas as pessoas são persuadidas a acreditar nesse mito e, portanto, acabam atuando no papel de um ser “ordinário”. É um ato que eles foram condicionados a desempenhar, como um ator no palco. Ordinário não é o que somos, é meramente o que nós escolhemos acreditar que somos. Mas isso é muito poderoso no sentido de diminuir nosso senso de valor; é uma outra motivação para entregarmos nossa mente para aqueles que nós acreditamos que são “melhores” que nós. Tudo parte do condicionamento que inclui a baboseira de que nós nascemos todos pecadores, seja lá o que isso queira dizer.

 

Não ficamos com medo pelo que os presidentes, primeiros-ministros, banqueiros globais pensam a nosso respeito – é a reação de nossos amigos, família e colegas de trabalho que nos preocupa e nos amedronta para nos conformarmos. A reação dos outros escravos! A força policial mental, emocional e espiritual, que controla as massas, é formada pelas... massas. É como ter uma cela cheia de prisioneiros e quando um dos prisioneiros encontra um meio de escapar, todos os outros prisioneiros correm para bloquear a saída.

 

Preconceito é a palavra vital aqui. As pessoas são condicionadas para terem preconceitos contra outros membros e grupos dentro de cada cultura e sociedade, e essas diferentes formas de preconceitos são usadas para dividir e governar a manada. O preconceito pode ser racial, religioso ou político, ou baseado em antecedentes, ganho financeiro, tipo de trabalho ou estilo de vida. Isto permite a manipulação da consciência coletiva florescer e, no entanto, se parássemos de procurar impor NOSSA versão do certo e errado, bom e mal, moral e imoral, em cima dos outros, nós removeríamos os meios de tal manipulação global. Nós precisamos nos livrar de TODOS os preconceitos – AGORA!

 

Nós julgamos as pessoas, e a nós mesmos, não pelo que somos, mas por aquilo que possuímos ou por aquilo que “fazemos”. O “papel” que desempenhamos não é “nós”, assim como o personagem que um ator representa não é a personalidade real do ator. Nossos trabalhos e “papeis” são veículos temporários para adquirir experiência, só isso. Somos consciência em evolução em uma jornada eterna em direção de um maior amor, conhecimento e compreensão, mas nós nos esquecemos disto e nós temos sido encorajados a esquecer disto. Somos como atores que pensam que o filme é a realidade. É apenas um jogo, mas nós pensamos que ele é real. Estamos levando o jogo muito a sério. É apenas um filme e ele deveria ser alegre.

 

Democracia não é liberdade, é uma ditadura camuflada de liberdade. A mesma força controla, direta ou indiretamente, todos os principais partidos políticos e movimentos. Quando você vota em uma eleição, você está escolhendo entre diferentes aspectos da mesma força. O dinheiro e a mídia decide quem torna-se presidente dos Estados Unidos e o dinheiro e a mídia são possuídas e controladas pelas mesmas pessoas. 30 pessoas dizendo a outras 49 o que elas devem fazer não é liberdade. Na realidade, a maioria dos governantes são eleitos por uma minoria da população. Liberdade é o direito de TODAS as pessoas expressarem quem  elas são, o que elas pensam, e como elas desejam viver suas vidas: livres de imposição ou constrangimentos de ninguém. É poder celebrar nossa individualidade única sem regras, regulagem, ridicularização ou condenação daqueles que procuram impor seus pontos de vista da vida sobre o resto de nós.

 

Até que aprendamos a respeitar o nosso, e de todos, direito de ser diferente, de fazer nossas próprias escolhas, e criar nossas próprias realidades conscientes, livres de imposições e pressão para nos conformarmos, nós iremos permanecer em uma prisão fabricada por nós mesmos. Continuaremos a ser, ao mesmo tempo, o policial e o prisioneiro. E um punhado de pessoas, com uma agenda muito desagradável, irá continuar a mandar no mundo. A escolha, como sempre, é nossa. Podemos aceitar a prisão ou podemos caminhar para a liberdade. E a liberdade está apenas a um pensamento de distância...

 

 

 

 

Defendendo o Dogma

 

Junto com a ilusão de que somos livres, existe a ilusão de que somos diferentes. Parece uma contradição, mas não é.

 

Somos únicos dentro de nossa consciência multidimensional, mas dentro da visão limitada da “Zona Livre de Embaraços” existem “diferenças” sem fim, que nós chamamos dogmas que, na verdade, não são diferentes. David Icke passa a fazer uma comparação do métodos de terrorismo [para incutir medo] aplicado pelas religiões católica, judaica e islâmica, visando todas o mesmo fim: manipular os fieis, via medo. Todas dizendo que Deus está de seu lado, e portanto elas podem praticar a matança das pessoas entre si, em nome de Deus. Existe um tema comum nessas religiões: atemorizar a população para fazer ela se conformar aos seus ditames. Ninguém “nasce” um cristão, um judeu ou um muçulmano. As pessoas são condicionadas para se tornarem um cristão, judeu ou muçulmano após seu nascimento.

 

Nós continuamos a acreditar demais e pensar de menos. Intuitivamente, nós “sentimos” menos ainda. A rigidez e a manipulação das “crenças” [dogmas e preconceitos] é a forma como somos controlados. Os conflitos através das eras não têm sido entre opostos, mas versões do mesmo estado mental: o desejo de controlar os outros. Além das religiões, pode-se citar, por exemplo, os esquemas políticos: o Comunismo [extrema esquerda] não é diferente do Nazismo [extrema direita]. A extrema esquerda, simbolizada por Josef Stalin, acredita em controle centralizado, ditadura militar e campos de concentração. A extrema direita, simbolizada por Adolf Hitler, acredita em controle centralizado, ditadura militar e campos de concentração. Conseguiu ver diferença? Claro que não. Comunismo e Nazismo não lutaram pela liberdade na Segunda Guerra Mundial; foi uma guerra para decidir qual aspecto do mesmo padrão de pensamento iria controlar as terras da Europa  Oriental.

 

Em toda as Zonas Livres de Embaraços dos dogmas religiosos, políticos, “científicos” e econômicos você encontra estes não-opostos [“oppo-sames”, no dizer de Icke] brigando e condenando-se entre si. A velha tática de dividir para governar sobre todos. Não se pára uma ditadura com outra ditadura. Você não pára a violência com violência [Vide o Bush, com sua “guerra ao terrorismo”...]. E você não elimina o ódio com mais ódio. Você apenas dobra o ódio. Nem você remove divisões abanando sua bandeira, colocando os desejos de seu país acima das necessidades dos outros do planeta, e dizendo que sua pátria e população é a melhor do mundo.

 

Você pára uma tirania com liberdade para todos; você termina a violência sendo pacífico; você elimina o ódio com amor; você termina o dogma com liberdade de expressão; e você remove as divisões compreendendo que todos nós somos UM – todos aspectos da mesma consciência infinita que chamamos Deus.

 

Dentro da Zona Livre de Embaraços existe muito poucas diferenças entre as pessoas, em suas atitudes básicas e respostas. As pessoas são aspectos do mesmo rebanho. É fora da Zona que descobrimos nossa verdadeira situação única. No interior, as “diferenças” precisam ser fabricadas para nos presentearmos com a ilusão de escolha e de  variedade, caso contrário iríamos logo perceber que a humanidade é um conjunto de pensamentos programados e uniformes. Esta é a razão para os “iguais” serem apresentados como “opostos”. Opostos não brigam entre si. Os não-opostos brigam entre si. O oposto do desejo de brigar e de se impor é o desejo de amar e de libertar. Estes opostos não podem brigar porque um irá sempre se recusar a fazer isso. Portanto, quando você ver conflito físico e verbal isto será sempre entre aspectos do mesmo estado mental – não-opostos – e nunca entre opostos. Aqui reside toda a base do dividir-e-governar: criar divisões com “diferenças” fabricadas, não existentes, e , então, por as partes uma contra a outra.

 

Recapitulando, a humanidade está em uma prisão porque:

 

A. Ela entrega a outros sua mente e entrega a outros sua responsabilidade e poder de pensar por si mesma.

B. Ela é consumida pelo temor, especialmente o medo do que a outra pessoa vai pensar de você – o medo de ser diferente e único.

C. Ela procura impor seus dogmas sobre todos e nega o direito de cada um de nós de ser diferente e de ter nosso  ponto de vista próprio e único.

 

Em vista disso, para escapar da prisão global obviamente temos que:

 

A. Pensar por nós mesmos e recusar que outros nos diga o que fazer, ser ou dizer.

B. Sumir com o medo, já que o medo é nossa criação. Não precisamos ter medo, se escolhermos isso. Não precisamos esconder nossa unicidade, se escolhermos isso. Podemos facilmente fazer uma outra escolha.

C. Respeitarmos nosso direito próprio de acreditar naquilo que escolhermos e, crucialmente, respeitarmos o direito de todo mundo fazer o mesmo, livre de pressão, de ridículo, condenação e imposição de qualquer espécie.

 

Nestas poucas sentenças você tem os meios para transformar este mundo, de uma prisão para um paraíso. Nenhum revolver precisa ser disparado, nenhuma trincheira precisa ser cavada, nem mais um movimento político precisa ser criado. Tudo que precisa é que você respeite o seu direito de ser diferente e que respeite o direito de todos de ter essa mesma liberdade.

 

Sim. É só isso.

 

 

A Ditadura Global

 

O controle do mundo durante um longo período de tempo tem sido conseguido pelos meios que já descrevi: manipulação da mente, divisões fabricadas e, o mais importante de todos, pelo medo. Esta é a emoção que tem dado o controle de nossas vidas para um grupo manipulador que eu chamo de Elite Global.

 

Quando você consegue fazer as pessoas ficarem amedrontadas, elas irão procurar alguém para protegê-las daquilo que foram condicionas a temer [Obs: este livro foi publicado, pela primeira vez, em 1996, antes que o Bush ordenasse os atentados de 11 de setembro de 2001, para praticar exatamente o dito nesta frase].

 

A Elite Global, os poucos que decidem os rumos do mundo e da humanidade, estão no topo de uma pirâmide de manipulação. Quase todas as organizações de hoje estão estruturadas na forma de uma pirâmide. No topo você tem a elite diminuta que sabe tudo sobre a organização, sabe qual a sua agenda verdadeira e o que se deseja realmente alcançar. Quando você vai descendo do pico, você vai encontrando mais e mais pessoas que sabem cada vez menos da agenda verdadeira. Isto é chamado de compartimentalização. Aqueles no topo se certificam que todos abaixo, na pirâmide, tenham conhecimento apenas de suas contribuições individuais para a organização, companhia, sociedade secreta, etc. Como resultado, a maioria deles pensam que seus trabalhos são totalmente inocentes, não sabendo que seus trabalhos se encaixam com outros da pirâmide, para criar um padrão que não é nada inocente. Os maçons e outras sociedades secretas são óbvios exemplos deste método, com os seus níveis de iniciação. Cada nível não tem idéia do conhecimento existente nos níveis acima de si. A maioria dos maçons não progride acima do terceiro nível, apesar de existir outros 30 níveis acima [e mais outros 13 níveis não oficiais, chamados de níveis Illuminati]. Quando é dito que a rede maçônica participa de uma conspiração, as pessoas ficam com a falsa idéia de que você está dizendo que todo maçon está procurando controlar o mundo. Isso é simplesmente ridículo. As sociedades secretas, como todas as demais, consistem de líderes [uns poucos] e dos liderados [o resto].

 

Dentro da pirâmide global estão as organizações [também com estruturas piramidais] que controlam nossas vidas – o sistema bancário, o sistema político, a rede de corporações multinacionais, a mídia, a “educação” [doutrinação], as agências de inteligência, as forças armadas e por aí afora. Os picos dessas pirâmides individuais se fundem formando o pico da pirâmide global, controlado por pouquíssimas pessoas, que eu chamo de Elite Global. Neste nível da Elite, todos os bancos, partidos políticos, jornais e meios de difusão, agências de inteligência, companhias multinacionais e sociedades secretas, são propriedade e controladas pelas MESMAS pessoas. O mito da escolha é difundido para nos enganar dizendo que somos livres.

 

O verdadeiro poder em uma pirâmide está na sua base, não no topo, mas a raça humana tem sido condicionada para acreditar no oposto.

 

Toda Zona Livre de Embaraços é uma pirâmide com os ditadores religiosos, políticos e econômicos sentados no topo, impondo suas vontades sobre o resto. Eles conseguem isto porque aqueles abaixo na pirâmide aceitam fazer o que o pico diz, e acreditam na propaganda enviada pelo pico, que condiciona seus pensamentos e percepções da vida, para si e para os outros. É possível uma pessoa passar a vida inteira sem ter um único pensamento original. Viver na cadeia é segurança? Ter a sua vida controlada e seu futuro ditado é segurança? Nós somos robôs!

 

A raça humana não é má, mas parou de pensar de tal forma que a Elite Global pôde condicioná-la a nível de atividade cerebral e, portanto, controlar a direção do mundo. Isto é um golpe de estado sobre a mente. A Elite Global não deseja apenas controlar o que nós pensamos, mas principalmente deseja nos condicionar para não pensar. Existem muitos métodos para obter isso. A técnica chave é algo que chamo de Problema-Reação-Solução [PRS]. Você cria um Problema, seja uma guerra ou corrida ao dinheiro, um colapso governamental, ou qualquer coisa que se ajusta aos planos do momento. Você se certifica, porém, que outra pessoa seja culpada por este “problema”, e não você. Isto é essencial. Você, então, usa a mídia global, que te pertence e que você controla, para pressionar a opinião pública para exigir uma Reação – a síndrome do “algo precisa ser feito”. Em resposta a este “problema” manipulado e da “reação” pública estimulada, você então oferece abertamente a “Solução” para o problema que você criou. Esta “solução” é aquilo que você planejou fazer desde o começo, mas o uso do PRS não apenas evita uma oposição séria aos seus planos, como você na realidade manipula a população para exigir que você faça aquilo que você desejava fazer desde o início! [ex: Bush e o 11 de setembro de 2001, etc].

 

Para um governo mundial existir precisa-se usar uma estratégia para desacreditar o status quo, a comunidade e o país. Se o status quo está funcionando bem e a harmonia reina, as pessoas não irão aceitar um governo mundial ditando o que elas devem fazer. Pode ser provado que os mesmos banqueiros globais, e suas redes, deram fundos para todas as partes envolvidas na Primeira e na Segunda Guerra Mundial, além de fornecerem fundos para a Revolução Russa que nos trouxe a tirania chamada “comunismo”. O principal objetivo de uma guerra manipulada é mudar a natureza da sociedade pós-guerra. O mundo ficou mais centralizado como resultado da Primeira Guerra Mundial e ainda mais após o segundo conflito global. Esta era a idéia.

 

Está em andamento uma agenda para diminuir o uso do dinheiro vivo e nos mover em direção ao dia em que todo o dinheiro será eletrônico e as transações financeiras serão processadas via computador e minúsculos microchips sob a pele irão levar todos os detalhes pessoais e financeiros das pessoas. Muitas boas razões serão apresentadas para isso. A razão verdadeira, no entanto, é o controle. Uma vez que o dinheiro vivo tenha desaparecido nós entregamos o poder de nossas vidas a um computador e ao seu programador. Hoje, se seu cartão de crédito é recusado pelo computador, você tem a opção de pagar em dinheiro vivo. Mas o que acontece quando não existir mais dinheiro e o computador diz não para o seu cartão de crédito ou microchip? Como você vai fazer a compra? Não vai! O computador, e aquele que programa sua resposta, controla o que, quando e se você vai comprar. Mais ainda, engenheiros eletrônicos têm alertado que, uma vez que tenhamos um microchip dentro de nós, mensagens podem ser transmitidas do computador para o chip, podendo criar raiva coletiva, histeria, agressão e uma série de outras emoções [e também a morte]. Então nós seremos literalmente robôs. Esta tecnologia já existe e a única coisa que falta é manipular a mente humana para aceitá-la. A colocação de microchips em animais domésticos já está virando rotina.

 

Veja como opera a televisão via satélite [Direct TV, Sky, etc]. Cada assinante possui um cartão programado para aceitar os canais que você pagou. Se você deseja acrescentar outro canal, você poderia pensar que precisa pedir um novo cartão. Não, não. Você telefona para o departamento de assinantes e eles pedem para você colocar a televisão no canal que você deseja receber. Nessa altura você só vê chuviscos nesse canal. Aí, ante seus olhos, o canal passa a aparecer corretamente, após alguns segundos. Como vocês fizeram isso?, eu perguntei. Eles enviam um sinal que reprograma seu cartão e o de mais ninguém! Eles têm a condição, até em televisão via satélite, de isolar um cartão em uma televisão em um lar.  E eles não podem fazer isso com um microchip dentro de uma pessoa? Claro que eles podem, e essa é a idéia.

 

O sistema bancário é a atividade mais lucrativa e a atividade criminal mais destrutiva do planeta. As pessoas que plantam os alimentos e produzem os bens necessários para viver estão todos em débito e muitos são levados à falência e ruína por pessoas que nada mais fazem do que digitar caracteres em uma tela de computador e cobrar juros por eles. Uma fantástica soma de “dinheiro” está em circulação na forma de cheques e créditos de várias formas, mas menos que 10 % disso está na forma de notas e moedas. Mais de 90 % do dinheiro não existe!!

 

A maioria do “dinheiro” é colocado em circulação não pela impressão de notas e moedas pelo governo, mas pelos bancos privados emprestando dinheiro que não existe e cobrando juros sobre ele. Nos dizem que a inflação é causada pelo governo imprimindo muito dinheiro.  Não, não é. O governo não imprime dinheiro suficiente! 90 % do “dinheiro” colocado em circulação é “criado” na forma de débito pela rede de bancos privados controlada pela Elite Global.

 

Dois presidentes dos Estados Unidos propuseram imprimir dinheiro livre de juros [ex. impressos pela Casa da Moeda do Brasil] e começaram a fazê-lo e a introduzi-lo em pequenas doses. Um era Abraham Lincoln e o outro era John F. Kennedy. O que mais estes dois presidentes têm em comum??

 

Vimos algumas conseqüências de entregar a outros o nosso direito de pensarmos por nós mesmos. Quando nós fazemos isto, nós:

 

1. permitimos uma minúscula Elite decidir nosso destino, e de nossos filhos.

2. permitimos essa Elite programar tanto nosso sentido de limitação que nós acabamos vivendo em uma fração do nosso potencial verdadeiro.

3. permitimos que nossas mentes sejam manipuladas minuto-a-minuto no sentido de ver os eventos e as pessoas exatamente como a Elite deseja.

4. permitimos que um punhado de banqueiros controlem as finanças de bilhões de pessoas, cobrando juros sobre dinheiro que não existe.

 

Quando você entrega sua mente, você entrega sua vida. Quando um grande número de pessoas fazem isso, elas entregam o mundo. É exatamente o que fizemos. Nós somos responsáveis por tudo o que ocorreu, por aquilo que está ocorrendo e pelo o que ocorrerá.

 

 

 

As Profundezas do Mal

 

A risada é um bom antídoto para o medo. Chamamos “mal” a um desbalanceamento negativo extremo da consciência. O “mal” não dura para sempre. Dura enquanto a mente escolher ficar nesse estado de ser.

 

As pessoas que desejam dominar o mundo e controlar as vidas e o pensamento [é a mesma coisa] de bilhões de pessoas, estão seriamente desbalanceadas. Muitas delas são psicopatas. O conhecimento não é positivo ou negativo, ele é sempre neutro. É como o conhecimento é utilizado que é positivo ou negativo.

 

O cristianismo foi logo tomado pelas forças da dominação e transformado em um veículo de controle de massa. Qualquer pessoa que expressasse pontos de vista que desafiasse os absurdos fabricados era sistematicamente removida, via inquisição que queimava como heréticos aqueles que não fossem vistas como cristãos “verdadeiros”. A definição de “verdadeiro” era seguir sem questionar a doutrina imposta pelo Papa. Enquanto o cristianismo continuou a exportar seu credo através da morte e destruição para as Américas, África, Austrália e outros locais, o conhecimento esotérico foi perdido ainda mais, quando as culturas nativas foram destruídas e “cristianizadas”.

 

Os níveis avançados de conhecimento têm sido passados pelas Escolas de Mistério da Babilônia, Egito, Grécia, etc., além de outras civilizações mais antigas [ex Atlântida]. Com o passar dos séculos, e com o cristianismo retirando esse conhecimento da arena pública, o trabalho dessas Escolas de Mistério evoluiu para uma vasta rede de sociedades secretas que nós vemos hoje em dia, que inclui a maçonaria e os Cavaleiros de Malta,  ambas controlando o Papa e o Vaticano. As cerimônias de iniciação dos maçons já são bastante negras e bizarras até nos níveis mais baixos, e elas se tornam ainda mais negras conforme mais alto se vá.

 

No topo da pirâmide de manipulação, e também em outros níveis, a mentalidade atrás dessa manipulação está baseada no Satanismo e na magia negra. O que chamamos vudu é a habilidade de implantar formas mentais no campo energético de outra pessoa, causando a ela doença, dor ou sofrimento mental e emocional. A mente controla o corpo e, portanto, é possível programar a mente de alguém para fazer o corpo morrer. Esta é a forma como algumas figuras públicas morrem de “causas naturais” nas épocas mais convenientes do ponto de vista da Elite.

 

Um método de criar robôs humanos é chamado de  Desordem de Personalidade Múltipla [DPM], também conhecida como Desordem de Identidade Dissociativa [DID]. Pessoas, ou melhor zumbis, em um estado programado são usadas para muitas coisas. Por exemplo, elas podem ser ativadas para cometer assassinatos, como os assassinos de John Lennon e de Robert Kennedy [são chamados de “loucos solitários”]. É comum as pessoas ficarem loucas desta forma tomando uma droga chamada de Prozac, um anti-depressivo vastamente receitado e produzido pela Eli Lilly, uma companhia bem relacionada com George Bush Sr. Os efeitos colaterais dessa droga incluem nervosismo, ansiedade, tendências suicidas, hipomania e comportamento violento, quando a droga é retirada. Os médicos são aconselhados a não receitar Prozac para pessoas com histórico de “manias”.

 

A Elite Global também deseja remover todas as armas da população em geral, em preparação para seu golpe de estado final. Adolf Hitler introduziu leis de restrição de armas logo antes de começar o transporte de pessoas para seus campos de concentração. Estes campos de concentração já foram construídos pelos EUA através de uma organização chamada de FEMA [Federal Emergency Management Agency].

 

A Elite Global, através da CIA [Central Intelligence Agency], controla a rede internacional de tráfego de drogas ilegais [cocaína, heroína, etc]. Pessoas programadas via DPM aparentemente desenvolvem uma memória fotográfica e, quando acionadas via uma palavra, frase ou ação, viram robôs humanos que repetem mensagens palavra-por-palavra, como um gravador magnético.

 

Uma coisa doentia é o uso de robôs, incluindo crianças muito pequenas,  para prover sexo bizarro para presidentes, lideres estrangeiros, políticos e homens de negócio que a Elite, ou deseja encorajá-los no seu modo de pensar, ou comprometê-los e chantageá-los a fazer como eles [da Elite] desejam. Esses robôs, ou estão em seu modo de zumbi [quando não podem relembrar o ocorrido], ou, quando já passaram de certa idade, eles são assassinados e algumas vezes as partes de seus corpos são usadas em rituais de magia negra horrorosos, freqüentemente vistos por pessoas muito famosas. Um desses robôs é Cathy O’Brien. Ela consegue também descrever detalhes físicos das pessoas envolvidas que ela apenas poderia saber se ela tivesse visto essas pessoas nuas. Ela diz que foi estuprada por Gerald Ford, o “Rei da Pornografia” [e, posteriormente, presidente dos EUA, obviamente]. George Bush Sr é também um estuprador de crianças, segundo ela.

 

O movimento Jesuíta “católico romano” é um importante veículo de manipulação da conspiração global e, como os Cavaleiros de Malta que ajudam a controlar o Vaticano, ele inclusive não acredita no cristianismo! Os Jesuítas, os Cavaleiros de Malta e a hierarquia católica romana são partes dos illuminati – os iluminados.

 

Ela [Cathy] diz que foi estuprada por Pierre Trudeau, primeiro ministro do Canadá que, como Jesuíta, trabalhava de perto com o Vaticano; estuprada novamente por Gerald Ford, quando ele já era presidente; estuprada por Ronald Reagan, quando ele era presidente; e muitas vezes estuprada brutalmente por Dick Cheney, atual vice-presidente dos EUA. Lá [base militar no Monte Shasta] ela viu uma enorme frota de helicópteros pretos sem marcas, que, conforme pesquisadores revelaram, são parte do exército privado da Nova Ordem Mundial que está em instalação para instigar um golpe de estado quando o momento for julgado adequado. Quando “casada” com um agente da CIA [Alex Houston], ela era engravidada e fazia muitos abortos artificiais para que seus fetos fossem usados em rituais satânicos. Existe um “playground” sexual no norte da Califórnia, chamado de Bohemian Grove, onde pessoas da elite [Clinton, Bush, Ford, Kissinger,...] se divertem com rituais satânicos, torturas, sacrifícios e beber sangue. O constante tema sexual se relaciona com o poder da energia sexual. A Máfia e a CIA trabalham muito juntas. Pequenas câmeras eram instaladas para registrar as atividades sexuais de políticos dos EUA e do exterior para que eles pudessem ser chantageados no sentido de apoiar a Nova Ordem Mundial. O principal pornógrafo de Reagan era o Larry Flint, dono da revista Hustler. Ele tinha conexões com a CIA, Máfia e o Vaticano.

 

O comércio mundial de drogas ilegais é controlado pela Casa Branca e pela rede de crime organizado/serviços de inteligência globais/USA para gerar vasta quantidade de dinheiro para as operações secretas projetadas para implementar a dominação global pela Nova Ordem Mundial e para desestabilizar a sociedade visando tornar as pessoas mais fáceis de controlar.

 

Durante a “guerra contra as drogas” do governo Clinton, ele parou os testes de drogas para o staff da Casa Branca porque muitos de seus associados, que controlavam o país, eram viciados em drogas! Os EUA é uma ditadura fascista de um só partido [republicano = democrata] enquanto milhões de norte-americanos continuam acreditando que o país é a terra da liberdade.

 

A CIA está envolvida com o tráfego de escravos em todo o mundo. Existe planos para um golpe militar  nos EUA. A ONU [Organização das Nações Unidas] é apenas um veículo para a Elite Global, na implantação da Nova Ordem Mundial. Estima-se que existem 3.750.000 satanistas praticantes nos EUA e entre 50.000 e 60.000 sacrifícios humanos por ano naquele país.

 

Os adultos e crianças traumatizados [robôs] são amedrontados para não irem fazer denúncias à polícia porque eles sabem que a rede satânica inclui os policiais, juízes, servidores civis, pessoal da mídia, políticos e muitos outros que controlam nossa sociedade “livre”. Coisas inacreditáveis ocorrem: beber sangue, comer a carne de corpos mortos, milhares de adultos e crianças enterradas em túmulos profundos, matança de pessoas em frente a câmeras na produção dos chamados vídeos “snuff”, etc.

 

Você controla sua realidade; todos nós controlamos, e coletivamente nós acabamos criando a realidade global aqui exposta. Nós podemos criar uma nova realidade. Requer apenas uma mudança de atitude, de pensamento e de escolha. Não existe tempo a perder. O momento de fazer esta escolha é... AGORA. Nós, e apenas nós, possuímos a chave que, com uma volta, uma mudança de percepção, pode transformar este mundo de uma prisão para um paraíso.

 

 

 

PARTE 1 - PARTE 2 - PARTE 3 - PARTE 4

 

 

 

 

Menu de artigos da seção David Icke

Caminhos a Seguir: Fascismo Ou Liberdade? Parte 1

DRAGÕES DO APOCALIPSE

HITLER ERA UM ROTHSCHILD?

As Mensagens da Água

Seja um colaborador do site

Página Principal